O que está buscando?

Inteligência Emocional

 Por: Erica Soares dos Santos | Psicóloga SESI-SP
01/09/202017:45- atualizado às 17:45 em 01/09/2020

 

Inteligência emocional é um conceito que caracteriza o indivíduo que é capaz de identificar suas emoções. Quando ele é capaz de entender o seu perfil emocional, note que estou falando de entendimento e não de controle, não anseie a inteligência emocional com o intuito de controlar as suas emoções, não existe o controle da emoção, o que conseguimos é compreender e gerir melhor as nossas emoções diante das situações.  

É importante começarmos falando sobre o conceito de emoção.  

Mas, você sabe o que é emoção? Emoção é a resposta de um estímulo ambiental que pode gerar mudanças no corpo, existem três tipos de emoção, a primaria que são aquelas perceptivas como a alegria ou pânico, as secundárias que não são perceptivas aos outros como vergonha e as de fundo que são as emoções de calma ou culpa. Cada indivíduo pode ter uma emoção diferentea partir do estímulo o cérebro automaticamente entra em um estado de emoção que por sua vez gera um sentimento.  

 

Então existe uma diferença entre emoção e sentimento?  

Sim, apesar de serem usados na maioria das vezes como um único, cada um tem um significado e seus efeitos no indivíduo.  

O sentimento é gerado a partir de uma emoção e pode facilmente ser disfarçado pelo indivíduo, alguns sentimentos são passageiros e outros perduram por um longo tempo, são aqueles sentimentos que muitas vezes não identificamos, não damos a devida atenção e eles vão ficando ali e quando estamos falando de um sentimento ruim ele pode desencadear graves problemas ao longo da vida, por isso é de extrema importância se conhecer, nomear os seus sentimentos e entender os seus gatilhos das emoções, por exemplo essa emoção me traz estes sentimentos, é somente a partir daí que o indivíduo consegue mudar determinado sentimento que não lhe agrada. Alguns tipos de sentimento são amor, felicidade, decepção, medo, justiça, inveja e tantas outros.  

Um bom exercício é começar a anotar quais os tipos de emoções e de sentimentos você conhece, depois identificar quais estão mais presentes na sua vida, no exercícios de identificação você se lembrará de vários acontecimentos ao longo da sua vida mas, se esse for um exercício difícil para você tente começar com seus últimos três ou seis meses, perceba como a emoção foi automática diante de alguma situação e a resposta de sentimento que você teve. 

O conceito de Inteligência emocional é quando o indivíduo consegue identificar e lidar melhor com as suas emoções e sentimentos. É importante dizer que a inteligência emocional não é a mesma coisa que inteligência intelectual ou acadêmica, não se trata do quociente de inteligência do indivíduo.  

A inteligência emocional permite que o indivíduo tenha um maior conhecimento de si mesmo o que implicará positivamente na sua saúde, nos seus relacionamentos interpessoais e que se sobressaia por exemplo no local de trabalho onde ele conseguirá identificar melhor o ambiente e conduzir de maneira sábia seus comportamentos.  

Eu falei a pouco que a emoção gera um sentimento então, esse sentimento vai gerar um comportamento. Quando falamos da inteligência emocional no local de trabalho por exemplo estamos falando sobre as relações do indivíduo com o outro e como ele se comportar nessas relações. Quando você trabalha a sua inteligência emocional você começa a identificar as suas emoções e paralelo a isso a identificar as emoções daqueles que lhe cercam e nós não podemos negar o quanto é satisfatório conviver com pessoas empáticas, com boa escuta e que sabem como lidar em determinados momentos, mesmo naqueles momentos mais complicados. Acontece que o indivíduo que sabe gerir as suas emoções é mais valorizado nas relações interpessoais e provavelmente terá mais chances de assumir cargos de confiança nas empresas.  

Sabe aquelas situações em que um indivíduo dedica anos da sua vida na área acadêmica, fazendo cursos, se especializando, é focado no trabalho, mas não consegue se destacar positivamente, não alcança seus objetivos profissionais? Provavelmente esse indivíduo está concorrendo com outro colega de trabalho que tem as mesmas habilidades profissionaisem alguns casos menos especializações, mas diferente dele, ele tem a tal inteligência emocional 

Então a inteligência emocional pode ser adquirida? 

Sim, desde que a pessoa se dispõe ao auto- conhecimento. Nem todos estão preparados para reavaliar a sua vida, é um processo individual e de extrema delicadeza, cada um tem o seu tempo e a terapia é o processo mais importante nesse desejo de mudança. Uma vez que você passa a falar sobre os seus conflitosse conhecer melhor e perceber suas mudanças internas, automaticamente você notará as mudanças externas também e em muitos casos se percebe a zona de conforto que você estava inserido e então acontece a manutenção daquilo que já estava bom e a busca pelas mudanças dos pontos a serem melhorados. Vale dizer que a zona de conforto é o lugar mais desconfortável para uma pessoa é ali que ela deixa de sonhar, desejar e de buscar o novo. 

 

Como eu posso identificar que tenho baixa inteligência emocional? 

Quando tenho dificuldade de compreender meus próprios sentimentos e quando tenho baixa capacidade de compreender as pessoasO indivíduo com baixa inteligência emocional tem dificuldade de entender os sentimentos dos outros e acaba os culpando pelo seu estado emocional, pois ele buscar fugir das suas responsabilidades 

Tem explosões emocionais com frequência, pois não consegue analisar o ambiente e por falta de empatia acaba ocasionando discussões desnecessárias e conflitos. Por se sentir na maioria das vezes mal entendido devido ao seu baixo vocabulário, tem dificuldade de manter relações de amizades, na verdade a pessoa com baixa inteligência emocional não consegue se expressar corretamente e acaba deixando de expressar seus pensamentos e tende a preferir estar sozinho ao invés de corrigir seus erros, já que compreender a si mesmo e o outro é uma tarefa que exige disciplina.  
A pessoa com baixa inteligência emocional fica facilmente ofendido e tende a guardar rancor, ele não dá a devida atenção as suas emoções e acaba desconhecendo seus gatilhos 

 

O que eu posso fazer para desenvolver a minha inteligência emocional? 

Identifique as suas emoções, sentimentos e a forma que se comporta; 

Reconheça as emoções das outras pessoas é extremamente importante entender que cada um reagi de uma forma por sentir de forma diferente, seja empático nas suas relações, faça com que o outro se sinta à vontade de se comportar da forma que lhe convém. Para cada ação existe uma reação? Sim, mas pode ser uma reação inteligente.  

Lide com as suas emoções, fique atento ao que você sente em determinadas situações, tente entender e responder posteriormente as questões ao invés de reagir no momento, calar-se em determinados momentos é mais sábio e eficiente do que ter reação inadequada. Não tire conclusões precipitadas dos seus sentimentos, entenda que você pode primeiro compreender as suas emoções e as das outras pessoas antes de concluir uma ideia. Conheça os seus limites e estabeleça relações saudáveis onde você possa se expressar e ser entendido.  

A inteligência emocional trás diversos benefícios para a vida pessoal e profissional. 

Você adquire empatia, melhora sua relação com as pessoas, passa a ter poder de decisão, se torna motivacional, consegue desenhar metas mais claras, aumenta a sua produtividade, aumenta a sua responsabilidade, diminui o estresse e tem sensação de bem estar mais presente.  

O indivíduo com inteligência emocional passa a trabalhar melhor em equipe e desenvolver habilidades de liderança, é resiliente e consegue trabalhar em diferentes frentes, é compreendido com mais facilidade, conseguem trabalhar sob pressão com menos prejuízos mentais e emocionais e é um ótimo companheiro de trabalho por saber lidar com os desafios do dia a dia.  

 

Vamos fazer uma análise bem rápida do seu quociente de inteligência emocional?  

Responda com sim ou não as perguntas que farei agora, mas não pense muito para responder. 

  1. Você conhece as suas emoções? 
  2. Você consegue nomear os seus sentimentos? 
  3. Se considera uma pessoa com controle emocional?
  4. Consegue se adaptar facilmente num ambiente novo? 
  5. É um bom ouvinte? 
  6. Consegue perceber que um colega de trabalho está se comportando de forma diferente? 
  7. Se queixa com frequência? 
  8. Você é grato pela sua vida? 

 

Ser inteligente emocionalmente é o caminho para o sucesso pessoal e profissional, para vivenciar dias mais leves e produtivos, metas palpáveis e realizações. 

Dedique um tempo para criar uma rede de apoio, esteja próximo de pessoas que despertam em você o desejo de melhoria contínua, a forma que você conduz as suas relações está totalmente ligada à sua inteligência emocional.  
 

Psicóloga do SESI-SP, Erica Soares dos Santos